Especial Zodíaco: o Sagitário adorado pelas Musas

Mantenham o foco durante essa viagem e mirem na meta que é conhecer os mitos que cercam os tão citados signos do zodíaco. Nossa parada, agora, é Sagitário.

Um signo peculiar, Sagitário, é geralmente desenhado como sendo um centauro em posso de arco e flecha. O nome da constelação vem do Latim e quer dizer arqueiro, propriamente, era a designação de arqueiros da Roma antiga.

É uma constelação bastante fácil de encontrar, principalmente no hemisfério sul, por estar sobre a Via Láctea e suas estrelas mais brilhantes formarem um asterismo conhecido como “chaleira”.

Ela contém a Estrela da Pistola, uma das mais massivas estrelas conhecidas, situada no centro da galáxia, um fonte de rádio chamada Sagittarius A e um grande número de objetos famosos, entre eles estão a Barnad’s Galaxy e a Nebulosa da Bolha. Sua estrela mais brilhante é Kaus Australis (Épsilon de Sagitário).

Identidade disputada

Por ser uma constelação de origem suméria, sucessivamente adotada pelos gregos, ela carrega uma confusão em relação a sua identidade. Erastóstenes duvidou que essa constelação fosse, de fato, um centauro, pelo simples fato de que centauros não se utilizavam de arcos. Invés disso, ele descreveu o Sagitário como sendo uma criatura bípede com rabo de sátiro. Ele o identificou como Croto.

Filho da babá das Musas, Eufeme e, segundo Higino, Pan. De acordo com Sositeu, um escritor de tragédias, Croto vivia no Monte Helicão e gostava da companhia das Musas, e da caça. Ele ganhou fama como caçador, e as Musas pediram a Zeus que o representasse em um grupo de estrelas, o que foi feito. Como ele queria mostrar todas suas habilidades em um único corpo, ele foi representado com um corpo de cavalo, porque ele gostava de cavalgar. O arco foi adicionado para mostrar sua habilidade,a cauda de sátiro porque as Musas tinham tanto gosto por Croto e asas de anjos pois ele amava o céu . Diante dos seus pés estão estrelas arrumadas como um círculo, que alguns dizem tratar-se de uma grinalda.

Post seguinte: Capricórnio, o sagaz Pã

Post anterior: Órion e o Escorpião

Fontes:

Constellation Guide

Ian Ridpath’s Star Tales

Theoi

Todas as imagens desta página foram utilizadas apenas para ilustrar o post, as mesmas pertencem ao(s) seu(s) legítimo(s) proprietário(s), por direito.

Davson Filipe é Técnico em Eletrônica, WebDesigner e Editor do Realidade Simulada – Blog que ele próprio criou com propósito de divulgar ciência para o mundo. Fascinado pelas maravilhas do universo, sonha em um dia conhecer a Nasa.