Será que a realidade é somente uma simulação?

Será que a realidade é somente uma simulação?

A hipótese de uma Realidade Simulada foi considerada real por nomes como Elon Musk e Neil deGrasseTyson. 

O que é uma Realidade Simulada?

é a proposição de que a realidade poderia ser simulada – talvez por modelagem computacional – a uma qualidade indistinguível da realidade “verdadeira”. Ela poderia conter mentes conscientes que poderiam ou não saber que estão vivendo dentro de uma simulação.

Vivemos na Matrix?

A ideia de que vivemos em uma espécie de Matrix – ou, quem sabe, dentro de um episódio da série Rick and Morty – ganhou destaque pela primeira vez em 2003. O artigo publicado pelo filósofo Nick Bostrom, que defendia a possibilidade de nossa realidade ser uma simulação, motivou vários debates e serviu para embasar discursos de personalidades importantes.

Será que a realidade é somente uma simulação?
(FOTO: REPRODUÇÃO/ MATRIX)

Ao contrário dos filmes populares de ficção científica, nós não somos escravos de máquinas ou prisioneiros detidos contra a nossa vontade. Em vez disso, é mais provável que somos os criadores deste mundo virtual, ou pelo menos, voluntários dispostos a mantê-lo, mas qual é o ponto ? Infelizmente, do nosso ponto de vista limitado, só podemos imaginar o propósito de uma existência virtual, mas existem muitos cenários possíveis.

A ideia de realidade simulada levanta uma série de questões:

É possível, mesmo em princípio, dizer se estamos ou não em uma realidade simulada?
Há alguma diferença entre uma realidade simulada e uma “realidade real”?
Como deveríamos nos comportar se descobríssemos que estamos dentro de uma simulação?

Então, prova

Apesar de não haver prova concreta, acredita-se que sensações como o déjà vu seriam falhas no sistema que controla essa situação de simulação, permitindo que as mentes tivessem plena consciência de fatos antes de seu ocorrido.

Elon Musk, CEO da SpaceX, disse que acreditava fazer parte de um mundo simulado, e que a nossa realidade poderia ser só uma entre muitas.

Para Neil deGrasse Tyson, a possibilidade do conceito fazer sentido é de 50%. Ele lembrou do caso dos chimpanzés, que, apesar de possuírem 98% do nosso DNA, têm uma inteligência completamente diferente. Uma realidade simulada poderia explicar isso — e muitas outras coisas que ainda não podemos explicar.

Para a física teórica Zohreh Davoudi, do MIT, os raios cósmicos são uma evidência a que devemos prestar atenção. Elas seriam como assinaturas deste tipo de simulação, uma espécie de limite do que poderia ser medido pela nossa compreensão. Sim, um limite estabelecido pelo “programador”.

No entanto…

Um trabalho de físicos da Universidade de Oxford mostrou, mais uma vez, que a resposta para a pergunta “de onde viemos?” será sempre menos evidente do que supomos. Segundo os pesquisadores, não há chance alguma dessa ideia de simulação ser viável neste universo. Tudo pelo fato de que o computador capaz de simular nossa realidade simplesmente não poderia existir em condições quânticas normais.

O canal Kurzgesagt explica uma das potenciais soluções para o Paradoxo de Fermi, nomeadamente uma das variantes da Hipótese de Zoo: o Cenário Digital.

“Talvez sejamos somente parte do software, parte de uma simulação de computador criada por seres muito mais avançados que nós. O Universo que vemos não passa de realidade virtual.”

Assista os vídeos do canal Kurzgesagt para saber mais

Cliquem no ícone de legendas e depois em definições, para escolherem a legenda em português.

Referências :

  1. https://goo.gl/pdoKfJ
  2. https://goo.gl/cU9RZU

Veja também :

Davson Filipe é Técnico em Eletrônica, WebDesigner e Editor do Realidade Simulada – Blog que ele próprio criou com propósito de divulgar ciência para o mundo. Fascinado pelas maravilhas do universo, sonha em um dia conhecer a Nasa.