Os segredos das Vinhas Chilenas

Quais os segredos da fama das vinhas chilenas?

Há várias explicações para que as vinhas chilenas seja este sucesso de paladar e de marketing e elas são fascinantes.  Separamos aqui alguns deles!

História:

A trajetória começa em meados do século XIX, quando a fase econômica era favorável para algumas famílias e essas viajavam para a França a passeio.

Nessas viagens perceberam a oportunidade de implantar no Chile esquemas de vinhedos semelhantes, uma vez que o clima parecido e a geografia, em sua maior parte plana, favoreciam o desenvolvimento de vinhas.

Após migrarem os melhores enxertos para o cultivo no Chile, o plantio vingou de forma saudável e forte, fato importante para a continuação dos vinhedos duas décadas depois quando uma praga devastou as vinhas pelo mundo: Phylloxera Vastatrix , a filoxera.

Barreiras Naturais

Quando o assunto é  vinhos do Chile, os chilenos contam orgulhosos e com detalhes a privilegiada localização de seu país, o que tornou-o praticamente imune a praga filoxera.

Região da Costa
Região da Costa

Localizado entre Oceano Pacífico, Cordilheira dos Andes, Deserto do Atacama e a Antártida, o Chile se tornou uma fortaleza com barreiras naturais.

Essas barreiras protegeram as parreiras que continuam fortes e livres da praga, mesmo quando essa devastou os vinhedos pela Europa.

Cordilheira dos Andes
Cordilheira dos Andes

Atribui-se também outro fator que ajudou neste isolamento, o solo chileno, que por ser rico em cobre manteve longe a Filoxera.

Assim como a região de Sicília na Itália, com terras ricas em cobre por contas dos vulcões, também mantém vinhas intactas.

Uva Carménère

Vinhas Chilenas
Vinhas Chilenas

Quando a praga Phylloxera Vastatrix devastou as vinhas na Europa além de grande prejuízo e difícil recuperação extinguiu a uva Carménère, pelo menos acreditava-se que sim.

No entanto quando as mudas foram transportadas para o Chile, juntamente com as Merlot também chegaram algumas Carménère que foram catalogadas como Merlot.

Com o tempo os agricultores perceberam algumas características especiais que diferenciaram-nas das demais safras de Merlot.

Em principio chamara-na de ‘Merlot Chileno’ e somente um século depois, quando o ampelógrafo francês Jean Michel Boursiquot estava visitando as vinhas de Viña Carmen em Maipo, notou surpreso que uma das videiras tratava-se da Carménère.

A reputação do Carmenère do Chile deu origem a uma nova vida ao redor do mundo e promoveu plantações de Carmenere nos EUA, Argentina, Brasil, Nova Zelândia, França e na Itália (onde foi confundido com o Cabernet Franc!)

No entanto ainda é no Chile a maior variedade de produção desta uva.

O Clima

Vales
Cajón Del Maipo

A altitude da região e seus fenômenos naturais foram definitivamente o que trouxeram a fama das vinhas chilenas, porém outros fatores contribuem grandemente, de acordo com a uva utilizada:

O ar frio contribui para que as vinhas da costa do Oceano Pacifico sejam amadurecidas lentamente proporcionando o frescor dos vinhos brancos feitos a partir das uvas Sauvignon Blanc.

A região central do Chile confere vinhos mais estruturados, onde os frutais e encorpados prevalecem.

El Diablo o néctar dos Deuses

Um dos mais famosos produtores de vinhos chilenos tem um nome um tanto assustador, porém sua historia assim como seus sabores são fascinantes.

Qualquer um que tenha a oportunidade de conhecer a vinícola, além de saborear vinhos de excelente qualidade pode vislumbrar cenários incríveis e conhecer da mais alta tecnologia de produção de vinhos, até o mais antigo método de armazenamento que continua sendo utilizado para produção de vinhos especiais.

Mas seu nome vem de uma “lenda urbana” criada por seu fundador, que ao perceber que a qualidade da uva somada ao solo chileno deu origem a uma qualidade espetacular de vinho, resolveu guarda-lo da forma mais protegida possível.

Acontece que este rumor logo chegou aos ouvidos da comunidade e alguns saqueadores começaram a furtar barris de vinho durante a noite.

Como estratégia para proteger sua bodega, ele espalhou o boato que ela era habitada pelo diabo.  A especulação acrescida da imaginação das pessoas gerou além de temor, visões das pessoas que relatavam ter visto figuras diabólicas e ouvido sons tenebrosos vindo do local.

Seja uma tática de proteção,  de marketing ou mesmo uma possível realidade não se pode afirmar. Mas até hoje, onde armazenam os barris de forma conservadora, resfriado por terra molhada em um subsolo de tijolos de barro, há uma imagem diabólica atrás das grades e uma atmosfera fantasmagórica que é ainda mais acentuada pela condução da narrativa e historia da lenda.

As Vinhas

Vinhas Chilenas
Vinhas Chilenas

As vinhas do Chile vão de norte a sul do País, distribuídas em 15 principais vales.

Cada um deles contam peculiaridades e curiosidades singulares, o que faz de um passeio por lá inesquecível.

Além de saborear seus vinhos e conhecer a historia de cada um dos vales, você é imerso de forma encantadora em universos particulares entendendo e acompanhando a trajetória de cada família produtora, que geralmente conduz de perto sua produção.

Com mais de 450 anos de tradição, as vinhas promovem paisagens deslumbrantes, curiosidades como poda, crescimento e colheita de cada tipo de uva e surpresas.

Além dos vinhos você encontra diversos produtos oriundos das vinhas, como temperos feito com vinho.

Os vales mais procurados por turistas, conhecidos como Enoturismo, rota do vinho, são:  Vale Casablanca, Vale Aconcágua, Vale Maipo, Vale Colchagua, Vale de Maule.

Vale Maipo
Vale Maipo

Se seu destino for Santiago do Chile, terá a oportunidade de conhecer muitas delas.

Essas são algumas das razões pelas quais o Chile e suas Vinhas são tão populares pelo mundo!

Interessante não é mesmo?!

 

Fontes:

http://www.winesofchile.org/

http://www.casillerodeldiablo.com

Veja Também:

https://goo.gl/FhU8an

Administradora, programadora, revisora de textos, editora do Realidade Simulada. Curiosa e apaixonada pela natureza divido meu tempo entre negócios e leitura. Amante de mitologia e historia, fascinada por ciência. Buscando e compartilhando as cores, sabores e sentidos da vida.