Como a poluição luminosa afeta o céu noturno?

Como a poluição luminosa afeta o céu noturno?

O que é poluição luminosa?

Poluição luminosa é o tipo de poluição ocasionada pela luz excessiva ou obstrutiva criada por humanos. A poluição luminosa interfere nos ecossistemas, causa efeitos negativos à saúde, ilumina a atmosfera das cidades, reduzindo a visibilidade das estrelas e interfere na observação astronômica.

O impacto da poluição luminosa

O impacto da poluição luminosa começou a ser mais conhecido com a pressão de astrônomos amadores dos Estados Unidos na década de 1980. Eles reclamavam da perda de visibilidade quando tentavam observar estrelas.

A poluição luminosa pode ser dividida em vários tipos 

Brilho do céu (sky glow)

É o brilho do céu à noite ou em partes dele. Sua causa mais comum são luzes artificiais que emitem poluição luminosa acumulada e que podem ser vistas a quilômetros de distância do espaço.

Luz intrusa (light trespass)

Ocorre quando a iluminação de um ambiente invade o outro. Por exemplo, quando a luz da iluminação pública da rua invade seu quarto e não permite que o mesmo fique totalmente escuro durante a noite.

Excesso de iluminação (over illumination)

É o uso excessivo da luz gerando desperdício de energia. Nos Estados Unidos, excesso de iluminação é responsável por um desperdício aproximado de 2 milhões de barris de petróleo por dia. Como pode ser observado na imagem, a luz utilizada para iluminar o prédio não era necessária.

Ofuscamento (glare)

Ocorre quando a luz excessiva não é protegida propriamente e brilha de forma horizontal, diminuindo a visibilidade, causando desconforto e até cegueira momentânea. Um exemplo disso ocorre quando um carro trafega com faróis altos na direção contrária à nossa.

Desordem (light clutter)

Grupos excessivos de luzes que podem gerar confusão, distração de obstáculos e causam acidentes. Desordem pode ser observada em estradas em que as luzes são mal posicionadas e acabam por distrair ou atrapalhar os motoristas, contribuindo para a ocorrência de acidentes. A cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, possui excessivas luzes coloridas, sendo um exemplo de desordem de luz.

Assista o vídeo :

 

Fonte :

Davson Filipe é Técnico em Eletrônica, WebDesigner e Editor do Realidade Simulada – Blog que ele próprio criou com propósito de divulgar ciência para o mundo. Fascinado pelas maravilhas do universo, sonha em um dia conhecer a Nasa.