Como Seria Possível Viajar no Tempo?

Como Seria Possível Viajar no Tempo?

Seria Possível Viajar no Tempo?

Houve uma época em que o homem sonhava em voar pelos céus, alguns achavam loucura outros pensavam diferente. E de um sonho impossível surgiram os aviões levando pessoas a todo o mundo em questões de horas.

Tudo que já foi criado pelo homem teve inicio em sua mente, de sua imaginação, de uma simples pergunta: “E se…?”

E uma das perguntas que vem fazendo a imaginação do ser humano voar longe é “E se pudéssemos viajar no tempo?”.

Alguns exemplos do quanto esse tema tem fascinado o homem é o tremendo sucesso de livros, filmes e series através da história que abordam a temática como por exemplo: A Maquina do Tempo, livro de H.G. Wells (1895), Doc Who (1963), O Planeta dos macacos (1968), O Exterminador do Futuro (1984) De volta para o Futuro (1985), Efeito Borboleta (2004), 1963, livro de Stephen King publicado em novembro de 20111.

Mas como seria possível?

Novas tecnologias, novos meio de vida, novas habilidades…. Bem vindo ao Futuro!

Com certeza hoje temos muitas facilidades que não tínhamos alguns anos atrás, o  que aconteceria se viajássemos em 10 anos? 50 anos? 1000 anos? O que nos aguardaria?

Existem muitas especulações e previsões sobre a evolução tecnológica e a evolução do homem, e até mesmo a integração das duas (coisa que já acontece nos dias atuais), algumas dessas previsões falam a respeito da forma que o homem terá: mais alto, dentes menores, o cérebro ainda maior, algo que poderia nos assustar ou perturbar se pudéssemos esbarrar com um desses descendentes, previsões baseadas na história de nossa evolução.

A tecnologia estaria muito a nossa frente, tanto que nem poderíamos imaginar. Algo que nos faria acreditar que aqueles não poderiam ser humanos, estariam mais próximos de seres sobrenaturais.

Mas como vislumbrar esse futuro de maravilhas?

De volta para o futuro

Existem, hoje, duas respostas para essa pergunta: viajar numa velocidade próxima à velocidade da luz e passar próximo a uma região onde a força da gravidade seja enorme, por exemplo uma estrela de nêutrons ou um buraco negro.

Essas duas formas de viajar para o futuro tem como base as duas mais famosas teorias de Einstein. A primeira é a Teoria da Relatividade Especial ou Restrita.

Em 1905 o Einstein escreveu um artigo sobre a eletretrodinamica dos corpos em movimento, segundo essa teoria relógios que viajam com velocidades diferentes medirão tempos diferentes, quanto mais próximo da velocidade da luz, mais devagar o tempo passará.

Talvez um dos paradoxos mais famosos e que ilustram de forma excelente o que acontece nessa situação seria O Paradoxo do Irmão Gêmeo: um dos gêmeos parte em uma viagem espacial durante a qual ele viaja próximo à velocidade da luz, enquanto seu irmão permanece na Terra.

Por causa de seu movimento, o tempo flui mais devagar na espaçonave. Assim, ao retornar para casa, o viajante descobrirá que seu irmão envelheceu mais do que ele.

 E essa seria a primeira forma de viajar no tempo: construir uma nave que se aproximasse a velocidade da luz.

O segundo modo de viajar para o futuro também nos é dado pelo físico Albert Einstein pela teoria da relatividade geral e trata do campo gravitacional de uma região: quanto maior o campo gravitacional mais o tempo passa devagar (Por sinal muito bem representado no filme interestelar) e isso acontece devido a capacidade da matéria de curvar o espaço-tempo.

Ganhador da mega sena por três vezes seguidas, tirar uma foto ao lado de Einstein, impedir a criação da bomba nuclear

 A viagem no tempo para o futuro, apesar de deslumbrante, não é tão almejada quanto a capacidade de voltar no tempo, nem tão segura, tendo em vista que não se sabe nada a respeito do futuro, não sabemos, por exemplo, quanto tempo a Terra existirá, mas e quanto ao passado? Tudo é sólido (ou não) e determinado. Poderíamos melhorar o presente, não só para o viajante, mas para todo o mundo.

É impossível falar de viagem do tempo sem falar de Einstein.

Suas leis determinam a distorção do espaço-tempo e preveem a existência de buracos de minhoca que são basicamente tubos que interligam diferentes regiões do espaço e do tempo, uma forma de encurvar o espaço-tempo.

Como Seria Possível Viajar no Tempo?
Um buraco de minhoca (ou ponte Einstein-Rosen), ilustração do computador. Um wormhole é um atalho hipotético que conecta dois pontos separados no espaço-tempo.

Um dos possíveis problemas com os buracos de minhoca, também previsto por Einstein, é que ele devem ter tamanho subatomico e não ficarem abertos por mais do que frações de segundos.

A solução para o problema dos buraco de minhocas

Kip Thorne foi possivelmente um dos primeiros físicos (sérios) a encarar as viagens no tempo como uma possibilidade prática. Em seu estudo ele afirma que para se manter um buraco de minhoca aberto por tempo e tamanho suficiente para que uma nave transportando viajantes no espaço-tempo seria necessário atravessar o buraco de minhoca com massa negativa ou energia negativa.

A massa negativa, já criada em laboratório em quantidades pequenas, exerceria antigravidade nas paredes do buraco de minhoca expandindo-as e mantendo a passagem aberta.

Hoje ainda não é possível criar energia negativa em grandes escalas, mas se um dia isso for possível, as possibilidades serão ilimitadas.

Buraco de minhoca esquematizado por Kip Thorne para o filme interestelar.

Referências:

 – “O Universo numa Casca de Noz” – Stephen Hawking

– “Uma breve História do Tempo” – Stephen Hawking

– “Esse livro Veio do Futuro” – Marie D. Jones e Larry Flaxman

https://mundoestranho.abril.com.br/saude/como-a-ciencia-acredita-que-sera-a-evolucao-do-nosso-corpo-no-futuro/

Veja também:

 

 

 

 

Estudante de Engenharia Eletrônica (UFPE), técnico em suporte e manutenção de Informática e Editor do Realidade Simulada. Tendo um grande interesse pela ciência e as coisas que a cercam busca sempre aprender mais a cada dia e passar esse conhecimento a frente.